Oficina de Marchetaria valoriza habilidades individuais e o trabalho coletivo

Oficina aprimora diversas características necessárias para uma melhor atuação em equipamentos públicos
Oficina aprimora diversas características necessárias para uma melhor atuação em equipamentos públicos

Se você concorda que o final é mais valioso quando o processo é prazeroso, você iria adorar a vivência de marchetaria, oferecida aos jovens monitores culturais. Ao longo de um processo criativo individualizado, a oficina consegue incorporar todas as iniciativas dos participantes no produto final. “Nesta proposta, além de resultados estéticos, valorizamos o processo onde a arte é reconhecida como um estado de encontro”, explica o artista plástico Danilo Blanco, que conduz o encontro.

A marchetaria é a arte ou técnica de criação em superfícies planas, utilizando peças de madeira de cores contrastantes que, após cortadas, são devidamente embutidas ou coladas lado a lado, formando desenhos variados e verdadeiras obras de arte.

A vivência artística oferecida aos jovens monitores faz parte do projeto “Entorno de Nós”. Trata-se de uma ação de arte colaborativa que envolve mais de 700 alunos de escolas públicas de São Paulo, que encerra seu ciclo produtivo com a instalação de um mural na estação Palmeiras – Barra Funda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitano). A oficina é desenvolvida pela Secretaria Municipal de Cultura.

Para os jovens monitores, a oficina aprimora diversas características necessárias para uma melhor atuação em equipamentos públicos, ao promover a importância do trabalho coletivo, as habilidades de cada indivíduo e a valorização nos processos de cada atividade cultural desenvolvida nos equipamentos onde atuam. “Iremos valorizar não só a capacidade artística do jovem, mas as relações sociais construídas em grupo”, garante Danilo.

Por Toni Cavalcanti e Rafael Biazão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *